22

out
Vestidos de Formatura

Fotor01022123042

Olá, garotas lindas desse Brasil! Bem, o post de hoje é do interesse de todas as formandas maravilhosas deste ano, então vou ser breve. Se você não vai usar beCa, use vestido longo! Se tiver que usar beCa a cerimonia inteira, use curto, mas se rolar um baile ou festa depois, ah, use um longo vai?! Garanto que vai te valorizar. =D

Olhem e re-olhem os modelos, procure uma costureira, ou simplesmente vá com a mente aberta para a loja. Seu vestido perfeito não pode ser deixado para traz só porque não era EXATAMENTE como você imaginou. Prontas? Let’ Go. 

 

re4

re3

re5

Fotor01022115852

re6

re2

Agora me contem, qual desses vocês usariam? 


Postado por Camila Veloso
20

out
Depende da força

9eb225d72390dec624bd1fc39b24caeb

Não sei bem como aconteceu, mas foi de repente e sem sobreaviso, só  parei de respirar. Andei kilometros em apneia e  esqueci como é sorrir, tinha que sobreviver; e com o olhar embaçado observei como os que ainda inspiravam eram irresponsáveis, não ganhariam aplausos por sua performance; sim é verdade, não ganharam, não ganharão e… Acabou o oxigênio. 

E agora, como é que se faz isso mesmo? Como voltamos à superfície? Sei lá, cara, só nos ensinam a mergulhar, acho que emergir deveria ser instintivo, ok, mas  não é, e agora? E agora… agora morremos, enlouquecemos, nos adaptamos e atrofiamos nossos pulmões para sempre ou então… Ou então alguém nos puxa pra fora. Um Alguém que vem de dentro ou de fora, depende da força, da sua força, nos puxa e ensina a encher os pulmões de ar novamente. 

Estou vivo. Isso é estranho, barulhento, irresponsável; é iluminado de mais aqui fora. Você pensa que se voltar vai ser melhor, porque não quer se tornar um deles, e é nessa hora que o ”alguém” se torna vital. Porque pra não voltar, esse alguém precisa te ensinar algo mais valioso do que respirar, precisa te ensinar a sonhar, te lembrar como é.

Só assim emergir se torna um instinto, do contrário perdemos a vontade. E eu sei que isso tudo não é culpa sua, que  nos mandam mergulhar e treinar nossas habilidades até que estas se tornem mecânicas, mas… Ainda precisamos saber quem somos, ou nos esquecemos de respirar e… Bem, psiquiatras podem demorar anos pra te trazer de volta. 

Ps: Caso você seja novo por aqui, quero dizer que esse texto é sobre estudar exaustivamente para o vestibular e sobre se perder. Sei lá, só achei que deveria esclarecer. Mas se você já se sentiu assim em algum outro momento e situação, sinta-se em casa. E ah, o ”alguém” de quem eu falei no texto, é você. 


Postado por Camila Veloso
19

out
PlayList : Recomeço

b0b9f5ce3324af26cf989159f9d26437

Hoje é domingo, pé de cachimbo, o cachimbo é de ouro, bate no touro, o touro é valente, bate na gente, a gente é fraco, cai no buraco, o buraco é fundo, acabou-se o mundo! Depois que comecei senti que deveria ir até o final com a musiquinha, faz tempo que não a canto e faz tempo que não ouço crianças cantando essa e outras cantigas que fizeram parte da minha infância, enfim…

Hoje é dia de música, dia de recomeçar, e poderia muito bem ser dia de chuva! Separei meus virais para vocês, alguém mais compartilha do mesmo vício?


Postado por Camila Veloso
12

out
Dia das Crianças

1167459_505076706241353_1960527511_o

E ai todo mundo resolve colocar foto antiga no perfil do Facebook. Pronto, não reconheço mais ninguém. Porque no Facebook nem todo mundo é meu amigo, ou melhor, grande parte das pessoas lá são só ‘’conhecidas’’ que fizeram um pedido de amizade que eu aceitei porque… Sei lá por que; porque poxa, eu já vi essa pessoa, e se eu não aceitar esse pedido de amizade essa pessoa vai ficar me odiando. Pois é.

Nosso objetivo na vida é fazer amigos não é? Então pronto, é por isso que eu aceito os ‘’conhecidos’’, por esse motivo e também porque eu quero saber o que acontece na vida dessa galera; e é tão fácil saber de tudo hoje em dia, você só precisa Aceitar ou Pedir.

Enfim, não reconheço as crianças que agora são meus amigos no Face porque meu mecanismo de lembrança é diferente do da maioria das pessoas, não guardo nomes guardo histórias.

Maria Joaquina. Maria Joaquina, quem é essa? Não sei, deixa eu ver o rosto e… Ah, tá, essa é aquela menina que terminou com o namorado pelo Instagram, sei quem é. Júlio César. Júlio quem? Ah, é o cara que ficou bêbado naquela festa e acabou no hospital. Cara sem noção! E essa aqui estudou comigo ano passado, esse gosta de U2, esse fuma muuuita maconha e essa menina é muito chata, se acha, conheci ela no aniversário da minha melhor amiga.

Esse sistema era eficaz até todos virarem pirralhos,  e não reconheço pirralhos , porque não reconheço aquele bêbado sem noção sendo criança, crianças não fazem isso, e ai todo o meu sistema cai. Na verdade também é meio deprimente porque vejo que algumas crianças tão lindas com olhos brilhantes se tornaram pessoas… Não tão brilhantes.

Talvez por isso eu não coloque minha foto de criança no perfil da rede, não quero viver na sombra da criança que fui; ainda estou tentando fazer jus à criança que fui. Calma, Camilinha, respira e toma esse suquinho, um dia eu chego lá.


Postado por Camila Veloso